Como criar uma marca de vestidos infantis

As peças de roupas infantis representam grande parte dos gastos que os pais e responsáveis arcam com as crianças.

Afinal, os adultos tomaram verdadeiro gosto por arrumar os bebês de maneira cada vez mais fashion, mas também confortável, permitindo que as crianças fiquem lindas e consigam brincar com toda a mobilidade.

Justamente por causa da enorme quantidade de pessoas procurando por peças de roupas infantis, é que tantos brechós do gênero foram abertos recentemente, mas vale salientar que há uma peça em especial que faz os pais de meninas babarem: são os vestidos.

Tradicionalmente, os vestidos infantis são considerados algumas das peças principais para o vestuário das meninas, independente da sua idade. Hoje em dia, isso continua valendo e há quem tenha gavetas e mais gavetas somente com modelinhos diferentes de vestidos infantis – cada um mais lindo que o outro.

Dessa maneira, apostar em uma marca de vestidos infantis é uma grande sacada para quem precisa renovar o seu empreendimento ou quer começar um novo do zero.

Para quem já tem algum negócio bem-sucedido, nada impede a criação de uma segunda marca, mas que seja voltada aos vestidos infantis.

Felizmente, apesar de ter algumas etapas, a criação de uma marca não é algo tão complicado como todos pensam e aqui estão as principais instruções para isso.

 

 

1 – Saber que tipo de vestido será vendido

Mesmo que se trate de “vestidos infantis”, eles podem ter vários subtipos, como:

 

  • Vestido de festa
  • Vestido para o dia a dia
  • Vestidos de tons neutros
  • Vestidos para Batizado
  • Vestidos com babadinhos

 

É importante saber qual é a proposta que a sua marca quer fazer para os consumidores. Aliás, já que os tons terrosos estão ganhando mais apreciadores, existem muitas marcas que se dedicam apenas a oferecer vestidos desse tipo.

 

 

2 – Criar um nome que tenha apelo infantil

Todo nome de marca precisa estar intrinsicamente associado ao tipo de público que pretende atender. Sendo assim, quando se trata de uma marca apenas de vestidos infantis, é primordial que o seu nome tenha apelo feminino e infantil.

Na hora de batizar a sua marca, também é interessante não apostar em nomes muito óbvios: pode parecer que isso não é tão relevante, mas usar nomes criativos para a sua marca ajuda a chamar a atenção dos consumidores.

Aliás, quanto mais criativo for o nome, menos chances existem de já existir uma marca com aquele mesmo nome. De toda forma, é preciso fazer essa conferência, já que podem ocorrer vários problemas legais quando ocorre uma acusação de cópia de nome.

Para saber se o nome escolhido para a sua marca de vestidos infantis já foi registrado por outro empresário, é só acessar o site do INPI para fazer uma consulta.

Nós separamos um artigo que dá dicas de como registar uma marca no INPI.

 

 

3 – Pensar em uma identidade visual

A identidade visual pode parecer algo secundário para algumas pessoas, mas a realidade é que ela faz a diferença quando se trata de marcar território dentre os concorrentes.

Inclusive, a identidade visual de uma marca abrange muita coisa, como:

 

  • Esquema de cores repetidos nas suas embalagens e sites
  • Logotipo
  • Fonte das suas publicações

 

É importante que, quando uma empresa assume uma identidade visual, que ela sempre seja repetida em todo tipo de contato com os consumidores porque é apenas assim que ela é reforçada.

Um exemplo é o Instagram: o seu esquema de cores sempre é o mesmo e, quando os internautas veem essa combinação colorida já sabem que se trata de algo relacionado a essa rede social.

Nem sempre é fácil criar uma identidade visual, especialmente uma que seja agradável aos olhos dos clientes. Nesses casos, ter um profissional para entender a sua marca e preparar uma identidade visual baseada nela é um excelente caminho.

Nesse artigo, você encontra mais detalhes de como criar uma identidade visual para a sua marca de roupas.

 

 

4 – Procurar por um bom fornecedor

Caso você não deseje confeccionar os próprios vestidos infantis que a sua marca vai vender, é importante procurar por um fornecedor que reúna as seguintes características:

 

  • Trabalhe com boa matéria-prima de tecidos e acabamentos
  • Tenha um preço justo compatível com o mercado
  • Seja pontual na entrega
  • Tenha peças de bom gosto e atualizadas com as tendências

 

Sendo assim, fica mais fácil garantir que os clientes que levarem os vestidos infantis da sua marca ficarão felizes ao ver as suas meninas usando-os.

Contudo, pode dar um pouco de trabalho descobrir quais são os fornecedores mais adequados para a sua marca e, por isso, é muito importante solicitar a visita de um representante comercial do seu fornecedor ou ao menos tratar com eles por videoconferência, procurando boas referências a respeito deles com outros lojistas.

Uma consulta através dos comentários de clientes no Google ou site como o Reclame Aqui, também pode lhe ajudar nesse processo.

 

 

5 – Definir os custos e precificação dos seus produtos

Já estabelecer quanto vão custar as peças da sua marca de vestidos infantis é necessário para que você comece logo a anuncia-los. Entretanto, se for muito difícil fazer a precificação, uma boa alternativa é verificar os preços praticados pelos principais concorrentes.

Vale dizer que as assessorias para empresas (como o Sebrae) também são ótimas saídas para quem tem dúvidas em determinar o preço de venda dos vestidos da sua marca de vestidos infantis.

 

Veja mais: 

Abrir loja física ou loja online? Vantagens e desvantagens

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Melo

Rafael Melo

Meu nome é Rafael e possuo uma marca de roupas com produção própria e canal de vendas online (e-commerce). Esse blog foi criado com o intuito de ajudar aos usuários que desejam criar a sua primeira marca de roupas.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Minha Marca de Roupas
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0